Jesus ressuscitou! Você acredita?

abril 27, 2011

Este é o grande dia de nossa fé: o Domingo de Páscoa. Celebramos a vitória de Jesus sobre a morte, isto é, a sua ressurreição! Se Jesus não houvesse ressuscitado, teria sido somente mais um homem bom,um personagem da história, um fundador de uma grande religião. A ressurreição nos revela algo maior: Ele é Deus!

 Não podemos ficar indiferentes diante desta revelação. Jesus venceu a morte, o túmulo esta vazio. Ele não esta mais limitado a um corpo físico. Ele pode atravessar as paredes, e quem nele crê o tem vivo no coração.

 A Páscoa é a oportunidade para sair da noite dos nossos medos de crer em Deus, e também das nossas demoras para viver com entusiasmo a fé.

 No evangelho do domingo de Páscoa (cf. Jo 20,1-9) somos apresentados a duas mulheres: Maria Madalena e Maria. Elas presenciaram a condenação de Jesus. O chicote dos soldados rasgando seu corpo, a coroa de espinhos na cabeça, e com certeza choraram diante da sua dolorosa morte na cruz.

 Elas poderiam dizer: esta tudo acabado. E quem sabe voltar a rotina da vida, guardando a lembrança da ternura da ajuda de Jesus.

 Porém, alguma coisa no coração destas mulheres dizia para irem até o túmulo. Elas souberam deixar Deus conduzi-las, mesmo se ainda não entendiam porque ir até o túmulo.

 Quando seguimos a Jesus não estamos sozinhos, Deus nos acompanha com a sua graça.

O importante é não desistir, como fizeram estas mulheres. Quantas vezes os problemas da vida levaram você a desistir de lutar. E o resultado foi o sabor amargo do fracasso.

A atitude destas mulheres do evangelho são como um tapa em nossa frieza espiritual e no nosso esquecimento que Jesus esta vivo.

 Somente quem experimentou o amor de Jesus transformando a sua vida, é capaz de correr sempre ao seu encontro. Deus sempre surpreende quem nele confia.

Em Jo 20,1 esta escrito: “Viu a pedra removida do sepulcro” Alguns afirmam que a pedra foi removida para que Jesus saísse. Será que Deus precisava de ajuda para fazer Jesus sair? Seria o vencedor da morte tão fraco ao ponto de não ser capaz de empurrar a pedra do túmulo? Não acredito nesta possibilidade. Nenhum túmulo poderia deter Jesus ressuscitado. A pedra foi removida para que as mulheres pudessem olhar dentro.

 Aí esta a manifestação do poder de Deus: Ele remove os obstáculos que nos impedem ver e experimentar suas maravilhas.

 Não podemos ficar parados. É necessário seguir o exemplo das mulheres do evangelho: Elas correram….Primeiro para ir ao túmulo, e depois para falar do que viram.

 Precisamos aprender a buscar mais intensamente a Jesus, e testemunhá-lo. Muitas vezes, somos lentos, demorados, vemos dificuldade em tudo. Ou nos cansamos facilmente, e aí vamos abandonando nosso fervor.

 Se os problemas escureceram a nossa vida, deixemos a luz de Cristo iluminá-la.

 Ressuscitar é voltar à vida, levantar-se, erguer-se… pelo poder de Jesus.

 A cada domingo Deus nos atrai para receber o alimento dos ressuscitados:  Eucaristia.

 

Anúncios

O poder da Páscoa

abril 3, 2010

          A Páscoa é a oportunidade para renovar em nosso coração a certeza de não existir realidade que não possa ser transformada por Deus. A morte, até a vinda de Jesus, sempre significou o fim de todas as esperanças. Esta foi a primeira reação dos discípulos diante da morte trágica do Senhor na cruz. Tudo mudou, quando abriram o coração e os olhos da fé para acolherem e enxergarem a presença do Ressuscitado.

          O Domingo de Páscoa revela que não existe mais nada capaz de deter Jesus Cristo. Ele ressuscitou para nunca nos abandonar, e nos dar o poder para vencer diante da vida. A vida pode ser comparada a uma partida de futebol. Uma das melhores estratégias de um treinador é o treinamento físico e tático. Para alcançar este objetivo é necessário despertar em cada jogador o desejo de dar o melhor de si. E isso somente é possível quando se reconhece o próprio valor. Esta verdade vale também e muito mais para os cristãos. Quem se coloca diante da cruz, vê o modo dramático como Deus ama. Sim, Jesus morreu na cruz por amor de nós. Como diz a letra de uma música: “morreu a nossa morte para que recebêssemos a Sua vida.”.

         O Domingo de Páscoa nos convida a sair do túmulo das derrotas e fracassos, para entrar de um modo novo no campo da vida. Alguns, infelizmente, ficam sempre no banco de reserva. Esta não é a condição desejada por Deus para nós. Reaja como ensina a Sagrada Escritura: “Carregou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro para que, mortos aos nossos pecados, vivamos para a justiça. Por fim, por suas chagas fomos curados (Is 53,5).”(1Pdr 2,24), e “se morremos com Cristo, cremos que viveremos também com ele.”(Rm 6,8). No Cristo crucificado e ressuscitado encontramos a força do amor de Deus!

         Desperte para a grandeza do seu valor diante de Deus. A sua vida é tão importante que você não pode se dar ao luxo de conviver com uma atitude negativa ou de derrota. Não perca a oportunidade de encontrar a verdadeira felicidade. Basta repetir: “Fica comigo Senhor, ilumina-me com a luz do céu.”

Feliz Páscoa!