Quer ser curado?

maio 11, 2011

No evangelho de São João temos a história inspiradora do paralítico que ficava esperando a cura à beira de um poço. A pessoas acreditavam que água do poço era movimentada pelos próprios anjos e quando isso acontecia, quem entrasse primeiro no tanque seria curado de todos os males. O pobre homem nunca conseguia se arrastar até o tanque a tempo. Jesus se encontrou com aquele homem naquela situação, e fez uma pergunta simples e direta, conforme Jo 5,6: “Queres ficar curado?”.

 Esta pergunta de Jesus é importantíssima. Por quê?. Para as coisas ruins de nossa vida mudarem e se transformarem em benção, é necessário olhar para além das circunstâncias. O paralítico tinha apenas o tanque como esperança, por isso responde para Jesus em Jo 5,7: “Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada”.

 Muitas vezes centralizamos nossa vida em algo que achamos que será a única solução. O paralítico pensava somente no tanque, não sendo capaz de entender que Jesus estava dizendo: você quer o tanque ou a cura?Quanta semelhança com o modo como as pessoas enfrentam os seus problemas. A solução continua sendo a mesma. E qual é? O homem à beira do poço foi curado somente quando olhou para Jesus e obedeceu a sua palavra. Não precisou esperar a água ser agitada e entrar no poço. Em Jo 5,8-9 “Ordenou-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. No mesmo instante, aquele homem ficou curado”

 Olhe para Jesus, deixe a sua luz entrar em seus problemas e você também experimentará continuamente a sua cura.

 

Oração para Cura Física

Senhor Jesus, creio que estás vivo e ressuscitado. Creio que sempre falas comigo pela Palavra; creio que estás presente realmente no sacramento do altar para me alimentar; creio que respondes as orações de todos os que te buscam de coração.

Eu te louvo e adoro. Te rendo graças, Senhor, por teres vindo por amor de mim, como Pão vivo descido do céu. Tu és a plenitude da vida, em ti ninguém é esquecido, de ti vem o perdão, a paz e a saúde.

Visita-me com o teu auxílio, e renova-me com o teu poder. Tem compaixão de mim e abençoa-me em todas as minhas necessidades.

Cura-me, Senhor Jesus.
Cura-me em meu espírito, dando-me vitória diante do pecado.
Cura-me em minhas emoções, fechando as feridas das minhas mágoas, frustrações, rancores ou ódios…
Cura-me em meu corpo, devolvendo-me a saúde física.

Hoje, Senhor, te apresento com total confiança a(s) minha (s) doença(s):… (diga o nome da sua(s) doença(s)) e te peço cura-me completamente, como curaste os doentes que te procuravam quando estiveste aqui na terra.

Eu creio como promete a Palavra: “Carregou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que, mortos aos nossos pecados, vivamos para justiça. Por fim, por suas chagas fomos curados (1Pdr 2,24).”

Estou seguro do teu amor por mim, e mesmo antes de ver os resultados da minha oração, eu te digo com fé: Obrigado, Senhor Jesus, pela bênção que já estás derramando em meu favor.

Anúncios

Não desista de ser feliz!

maio 6, 2011

Uma das realidades mais difíceis de serem aceitas na vida espiritual é o fato de que o tempo de Deus nao conincide com o nosso. Ele sempre esta presente em tudo, jamais nos deixa sozinhos, mas age sempre no momento mais necessário. Nao somos capazes de entender este modo de Deus agir, porque nem sempre sabemos esperar e confiar. Confundimos esperar e confiar com resignar, isto é, imaginar que Deus esta nos dizendo nao existe nada a fazer. Ele jamais nos pede tal coisa. A Bíblia nos dá a certeza de que Deus ontem, hoje e sempre é o mesmo. Isso significa que Ele tem o poder para transformar a nossa vida. O importante é crer que Ele nao só tem o poder como quer, e vai no tempo certo agir.

 Você pode estar passando por alguma dificuldade agora, ou ser surpreendido a qualquer momento. Grave no seu coração a certeza de que Deus sempre tem a bençao precisa para a nossa vida. Nada acontece por acaso. Mesmo aquilo que parece ser um mal, Ele transforma em bem. Em Rm 8,28 lemos: “Aliás, sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus…” Resista ao desânimo, crendo que sua vida esta nas mãos amorosas de Deus. Fique firme. Mantenha a esperança, porque Deus esta trabalhando nos bastidores. Ele deseja capacitar você a enfrentar cada situaçao ruim, e deste modo tornar-se um vencedor. Fixe o olhar em Deus e você continuará avançando na vida.


Semana Santa: a nossa semana!

abril 16, 2011

          A semana santa começa no Domingo de Ramos. Uma semana cheia de alegrias, e também de dor para Jesus. Tudo começa com a entrada triunfal em Jerusalém. As pessoas acolhem Jesus espalhando as roupas pelo chão, fazendo como que um grande tapete real. Outras, cortam ramos para aclamá-lo com as boas vindas. São Lucas descreve esta cena de um modo emocionante: “Quando já se ia aproximando da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, tomada de alegria, começou a louvar a Deus em altas vozes, por todas as maravilhas que tinha visto. E dizia: Bendito o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória no mais alto dos céus!(Lc 19,37-38).

          Na 5º feira santa, véspera da morte na cruz, durante os preparativos da última ceia, Jesus revela dois sentimentos fortes em relação a nós. O primeiro esta em Lc 22,15: “Tenho desejado ardentemente comer convosco esta Páscoa, antes de sofrer.”. Aí fica evidente o desejo do nosso maior amigo: encontrar-se continuamente conosco. E por quê este desejo? Em Jo 13,1 temos a resposta: “como amasse os seus que estavam no mundo, até o extremo os amou.”. Nesta noite feliz realiza o maior dos seus milagres: a Eucaristia: “Pegando o cálice, deu graças e disse: Tomai este cálice e distribuí-o entre vós. Pois vos digo: já não tornarei a beber do fruto da videira, até que venha o Reino de Deus. Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: “Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós…” (Lc 22,17-20). Será possível o pão e o sangue se transformarem no Corpo e Sangue de Jesus? Se com a Sua Palavra curava, libertava das forças malignas e perdoava os pecados, também tem o poder para tornar realidade esta maravilha: Isto é o meu corpo… Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue. É um privilégio participar desta noite, onde somos  mergulhados na grandeza do amor de Jesus por nós. Este amor é tão forte que se dá em alimento para a nossa salvação, cura, libertação e perdão.

          Na 6º feira santa aparece a contradição do coração humano. A multidão se volta contra Jesus e grita “crucifica-o…crucifica-o”. Em muitos lugares é dia de silêncio, oração… as pessoas se recolhem para meditar sobre o significado da cruz. Deus permite que carreguemos a cruz de certos problemas somente até o Calvário, quando aí chegamos, Jesus assume o nosso lugar. A celebração das 15 hs – hora da morte de Jesus – é o ponto alto deste dia de amor. Também é bonita a fé do povo de percorrer as ruas com a Via Sacra.

          Chega o sábado com a Vigília Pascal. Esta é uma das celebrações mais antigas da Igreja. É a espera da ressurreição. Muitos são os símbolos usados para nos ajudar a viver o significado profundo desta noite santa. O sacerdote acende o fogo novo, sinal da força do Espírito de Deus para avivar a chama da nossa fé. A Igreja escura, recorda como é o mundo sem Deus. Acender as velas aponta para Jesus, luz do mundo, e renova no coração de todos a alegria e esperança. A benção da água e a renovação das promessas batismais, demonstra o nosso valor aos olhos de Deus: somos Seus filhos amados, ninguém esta excluído deste amor!

          Finalmente, chegamos ao grande dia: Domingo de Páscoa. Depois de tantos acontecimentos dramáticos, a conclusão é incrível! Jesus ressuscita dos mortos. Ele esta vivo! Ele fez tudo isso por causa de você.

          A semana santa é o convite de Deus para a aventura de uma vida rica de bênçãos e vitórias. Tudo aconteceu rapidamente, como é a própria vida. Não podemos perder tempo olhando para trás, remoendo erros ou oportunidades perdidas. Existe esperança. Você pode transformar a morte em vida! Basta aprender as lições da semana santa.

          Esta é hora de Deus para a sua vida! Levante os ramos acolhendo Jesus no coração. Entre na sala do cenáculo contínuo da santa missa. Una-se à doce Virgem Maria e ao discípulo amado aos pés da cruz. Acenda a luz da nova vida, renovando a graça da sua amizade com Jesus. E por fim no Domingo de Páscoa, eleve o seu canto de Aleluia!

Feliz Páscoa! Feliz Páscoa! Feliz Páscoa! Feliz Páscoa!

 

 


Encontrar Jesus

março 20, 2011

Por que, para muitas pessoas, a fé e as práticas religiosas já não são mais o ponto de apoio diante da vida? Por que a falta de vontade, o cansaço, o incômodo para participar da Igreja?Por que os jovens não se sentem atraídos? Por que, em resumo, esta monotonia e esta falta de alegria entre os cristãos?

 O episódio da transfiguração nos ajuda a dar uma resposta a estas questões. O que a transfiguração significou para os três discípulos que a presenciaram? Até então haviam conhecido Jesus em sua aparência externa, um homem não diferente dos demais, de quem conheciam sua procedência, seus costumes, seu tom de voz… Agora conhecem outro Jesus, o verdadeiro Jesus, o que não se consegue ver com os olhos de todos os dias, à luz normal do sol, mas que é fruto de uma revelação, de uma mudança, de um dom de Deus.

Para que as coisas mudem também para nós, como para aqueles três discípulos no monte Tabor, é necessário que aconteça em nossa vida algo semelhante ao que ocorre em um namoro. No namoro o outro, o amado, que antes era um entre muitos, ou talvez um desconhecido, de repente se converte em único, o único que interessa no mundo. Os dois encontram tempo para estarem juntos, quando estão distantes sentem falta um do outro. O que aconteceu? Sentem-se atraídos um pelo outro.

A vida cristã verdadeira tem que ser assim. É necessário sentir a alegria de estar com Jesus. Alguns poderão dizer: quando duas pessoas se apaixonam podem se ver, tocar. Também Jesus o vemos e tocamos! Realizamos isso com outros olhos e outras mãos: a fé e o coração. Este foi o caminho dos discípulos:

                                                                                                                                                                                                                  Mt 17,1

“…Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e conduziu-os a parte a uma alta montanha”

 Subir a montanha tem vários significados espirituais. A montanha indica a importância da terra estar unida ao céu. Quem sobe a montanha esta mais próximo de Deus. E fazemos isso, por meio da oração e também entrando em um lugar sagrado, uma igreja. Nestes dois momentos temos um encontro com uma pessoa real, viva: Jesus Cristo.

 No namoro humano podemos ficar decepcionados. Com Jesus as coisas são melhores, Ele nunca nos decepciona. Se o buscamos de coração, mais enamorados ficamos. O encontro diário pela oração, fortalece a nossa fé. A casa de Deus é a Igreja: é o lugar onde nos espera para nos alimentar com o Seu Corpo e Sangue de Jesus. Esta certeza é confirmada pela voz de Deus:

Mt 17,5

“daquela nuvem fez-se ouvir uma voz que dizia: Eis o meu Filho muito amado, em quem pus toda minha afeição; ouvi-o.”

 Aí esta o segredo de uma vida abençoada: Ouvir, buscar e testemunhar Jesus!

 

 

 

Nova-iorquino troca carreira de policial pelo sacerdócio

Nova-iorquino troca carreira de policial pelo sacerdócio –

A seus 25 anos de idade, Nicolás Fernández reunia para seus companheiros todas as qualidades de um bom policial e tinha uma promissora carreira neste corpo. Entretanto, em seu trabalho cotidiano descobriu que necessitava armas muito distintas para aliviar as “almas turbulentas” e decidiu se tornar sacerdote.

Nicolás, nascido em Staten Island de mãe irlandesa e pai espanhol, começou uma formação de seis anos no seminário São Joseph do Yonkers. Levava dois anos servindo como policial, quando inspirado pelos ensinamentos de João Paulo II e a visita do Bento XVI a Nova Iorque, mudou esta carreira pelo serviço sacerdotal.

 Conforme recolhe O Novo Jornal, o seminarista lembra que quando era policial, a gente ia a ele a lhe apresentar seus problemas pelo uniforme que vestia. “Agora, o farão porque terei uma batina de sacerdote”, indicou.O seminarista era patrulheiro da área da praia de Brooklyn e estava destacado ao quartel 61. Seu companheiro de patrulha sempre lhe dizia que poderia chegar muito rápido à farda de tenente. “Mas essa era a última coisa que eu queria”, “Decidi-me pelo sacerdócio influenciado pelos discursos e exposições de João Paulo II sobre a cultura da morte que inclui milhares de assassinatos, suicídios, homicídios e situações nacionais nas que as crianças estão sendo abandonadas ou são vítimas de maus tratos em seus lares por causa das drogas”, relatou Nicolás.

“Para essas almas turbulentas, nunca tive uma solução externa como polícia. Tem que haver uma mudança interior, uma mudança no coração e para isso, é necessário ser sacerdote”, concluiu.

 Fonte: Aci digital
Local:Nova Iorque (EUA)

 


Quaresma: uma batalha espiritual

março 10, 2011

A quaresma começa com um gesto próprio e exclusivo: a imposição das Cinzas. Qual é o seu significado mais profundo? Certamente não se trata somente de um gesto exterior, mas de algo bastante profundo, que toca o nosso coração. As cinzas nos fazem compreender a atualidade das palavras do profeta Joel 2, 13: “Rasgai vossos corações, e não vossas vestes! Voltai ao Senhor vosso Deus, porque Ele é bom e compassivo!” Esta advertência é importante para todas as práticas religiosas: os gestos exteriores devem corresponder sempre a sinceridade da alma e a coerência das obras. Para que serve rasgar as vestes, se o coração permanece distante do Senhor, eis aquilo que conta: voltar para Deus, com o coração sinceramente arrependido, para obter a sua misericórdia.

 Um coração renovado e um espírito novo é o que pedimos com o Salmo 50,12:“Ó meu Deus, criai em mim um coração puro, e renovai-me o espírito de firmeza.” O verdadeiro cristão, consciente de ser pecador, deseja e busca a renovação espiritual.

 Todos os dias, mas sobretudo na Quaresma, o cristão deve enfrentar uma luta, como a de Jesus Cristo no deserto da Judéia, onde durante quarenta dias foi tentado pelo diabo,e depois no Getsémani, quando rejeitou a extrema tentação aceitando totalmente a vontade do Pai. Trata-se de uma batalha espiritual, que se destina contra o pecado e contra satanás. É uma luta que envolve totalmente a pessoa e exige uma vigilância atenta e constante.

 Santo Agostinho observa que quem deseja caminhar no amor de Deus, não pode contentar-se com a libertação dos pecados graves e mortais, mas “pratica a verdade reconhecendo também os pecados menos graves…  Também os pecados menos graves, se forem descuidados, crescem e causam a morte”.

 A Quaresma recorda-nos que a existência cristã é um combate incessante, no qual devem ser utilizadas as “armas” da oração, do jejum e da penitência. Lutar contra o mal, contra qualquer forma de egoísmo e de ódio, e morrer para si mesmos para viver em Deus é o programa de vida de cada discípulo de Jesus.

Nesta quaresma siga o conselho de Jesus em Mt 6,6: “Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á.”

 O modo simples para viver estas palavras é:

 – reservar um tempo diário para a oração pessoal;

 – fazer uma visita semanal ao Santíssimo Sacramento;

 – participar com todo fervor da santa missa dominical;

 – preparar-se com um exame de consciência para uma boa confissão.

 Tenha presente que a finalidade da verdadeira prática religiosaé nos ajudar a crescer no amor verdadeiro,que não exclui ninguém,não julga pela aparência ou ouvi dizer, mas sabe fazer o bem e perdoar.

 

 Oração da Quaresma de Sto. Efrén

 Senhor e Mestre de minha vida,

afasta de mim o espírito de preguiça,

de abatimento, de domínio sobre meus semelhantes,

de falar sem necessidade,

e concede a mim, teu servo, um espírito de integridade,

de humildade, de paciência e de amor.

Sim, Senhor e Rei,

concede ver meus pecados e não julgar meus irmãos”

porque és bendito pelos séculos dos séculos. Amém.