Os malefícios existem?

agosto 19, 2011

Uma das dúvidas mais comuns de muitos cristãos é: existe a possibilidade de uma pessoa realizar uma obra do mal para prejudicar alguém? Lamentavelmente, a resposta é afirmativa.Trata-se da realidade dos malefícios.

 O malefício é o desejo de provocar o mal em uma pessoa, com a intervenção do demônio. Se a pessoa não é capaz de agir diretamente, procura feiticeiros ou magos.

Nunca como em outros tempos, cresceu tanto a magia, ocultismo, bruxaria, culto do diabo, cartomantes… Alguns vão a estes lugares sem má intenção, fazem isto por não conhecerem quem de fato é Deus.

 O alerta de Deus, sobre o que sucede a quem se dá a estas práticas: “Não vos dirijais aos espíritas nem aos adivinhos: não os consulteis, para que não sejais contaminados por eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus.”( Lv 19,31). Estas palavras revelam que existe o risco de expor-se à influência maligna ou possessão para quem busca a magia, seitas satânicas, consulta aos mortos, adivinhação do futuro…

 Por outro lado, existem aqueles que buscam os magos e feiticeiros, com o propósito já definido: querem prejudicar a vida pessoal, familiar ou profissional de alguém.

Por meio do malefício desejam separar um casal, e talvez atrair uma das pessoas para si, trazer tristeza, doenças, problemas financeiros, e inclusive a própria morte.

 Os meios para alcançar este fim são os mais diferentes:

 – levar aos feiticeiros ou magos artigos pessoais ou fotografia da pessoa a quem se deseja fazer o mal.

– dar objetos, alimento, líquidos consagrados ao maligno, ou colocá-los em algum lugar sem que a pessoa saiba.

 O malefício tem espaço para agir onde encontra o pecado, medo e ignorância. Em 1 Pdr 5,8-9 lemos: “Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar.Resisti-lhe fortes na fé…” O demônio somente agirá se encontrar a brecha para entrar.

 A vigilância começa com o que vemos, ouvimos,falamos. O pecado vem da desobediência a Deus, e o medo da falta de conhecimento e experiência do amor de Deus.

 Também é importante não abrir espaço para nenhum tipo de superstição. É necessário acreditar que Deus é capaz de cuidar de nós.

 Por isso, a oração e a Palavra de Deus tem que ser o alimento diário. A confissão o escudo para não permitir que o demônio tenha como nos acusar.Ter na Eucaristia o encontro com Jesus, fonte de todas as  graças. E sem dúvida alguma contar com a intercessão da doce Virgem Maria, por meio da devoção do santo terço.

 Um conselho importante: conservar em casa e trazer junto de si objetos abençoados pela Igreja (crucifixo, medalhas, escapulário..)

 Podemos acrescentar o uso de sacramentais  como: Água, óleo e sal bentos.

 A última questão:

 O que fazer com objetos consagrados ao maligno?

 Um gesto muito simples: Aspergi-los com água benta e queimá-los fora de casa. Enquanto estiverem queimando pedir a proteção do sangue de Jesus. A seguir jogar as cinzas em água corrente, e lavar as mãos com água benta.

 Oração Contra todos os Malefícios

Senhor tende piedade de mim
Senhor tende piedade de mim

Cristo tende piedade de mim
Cristo tende piedade de mim

Senhor tende piedade de mim
Senhor tende piedade de mim

Deus de Todo Poder, Soberano dos séculos, Tu que estás em todos os lugares, e conheces tudo; Tu que fizeste tudo e que tudo transformas com a tua soberana vontade; Tu que na Babilônia salvaste os três jovens da fornalha ardente ficando entre eles e o fogo; Tu que és médico e remédio das nossas vidas; Tu que és auxílio de todos os que te buscam de todo coração, torna em vão, afasta e põe em fuga cada força diabólica, cada presença e trama satânica, assim como cada influência maligna, maldade ou desejo de mal vindo de pessoas maléficas. Faz que em troca da inveja e dos malefícios eu receba a abundância dos bens, força, sucesso e caridade;

Tu, Senhor que amas os homens, estende as tuas mãos poderosas e os teus braços altíssimos para socorrer-me e visitar-me com a tua proteção e bênção.

Manda o teu anjo de paz acampar em minha volta para defender-me de toda força ruim, veneno e maldade das pessoas invejosas.

Na certeza do teu auxílio posso com gratidão dizer:

“Não terei medo do mal porque sei que estás comigo, Tu és o meu Deus, minha força, Senhor poderoso, Senhor da paz e proteção para sempre.”

Tudo isso eu também te apresento pela intercessão da Virgem Maria, dos arcanjos São Miguel, Gabriel e Rafael e de todos os santos.
Amém.


Precisamos do Espírito Santo!

maio 28, 2011

Nosso Senhor Jesus Cristo nos revela que existe somente uma forma para provar que somos seus discípulos: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos.” (Jo 14,15).

Para Jesus o testemunho do nosso amor por Ele,deve se manifestar na alegria de viver o evangelho. E isso não se faz somente com boas intenções ou palavras bonitas, mas sobretudo através de atos. Ninguém pode dizer amar a Jesus e ao mesmo tempo fazer o mal. O egoísmo, ódio, mentira, desonestidade, adultério, violência…são próprios de quem não vive Jesus.

Pelas nossas próprias capacidades jamais seríamos capazes de viver assim. Por isso, a quem esta pronto a amar e viver os seus mandamentos, Jesus promete: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco.” (Jo 14,16)

A palavra Paráclito, em grego tem vários significados: pessoa que ajuda em uma situação de angústia, defende de algum perigo, aconselha…

Jesus mostra aos seus discípulos a importância do Espírito Santo: quem o tem recebe força e luz para enfrentar a vida,e mudar da derrota para a vitória. O Espírito Santo é um dom, isto é, presente gratuito para quem?

Jo 14,15-16

“Se me amais, guardareis os meus mandamentos.E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco.”

Espírito Santo tem como missão continuar a obra de Jesus. Ninguém experimenta a alegria do amor de Deus,e a manifestação de suas maravilhas,se não estiver cheio do Espírito Santo. Aí esta a causa da força o fraqueza de muitos cristãos.

Sto. Inácio de Antioquia, que morreu mártir em Roma, no início do II século, afirmava que o Espírito Santo é como uma fonte jorrando no coração e sussurra: “Vem, vem para Deus”.

São João Maria Vianney escreveu “Aqueles que possuem o Espírito Santo não produzem nada de mau; todos os frutos os frutos do Espírito Santo são bons…quando se possue o Espírito Santo, o coraçao dilata-se e mergulha no amor de Deus.”

O Espírito Santo nos ajuda a entender a necessidade de buscar a Deus, e a viver a fé com entusiasmo. Ele dá força para vencer o pecado, acabar com a escravidão dos vícios, e crer em milagres. O Espírito Santo tira o medo de testemunhar Jesus.

Não podemos tratar o Espírito Santo como um estranho, Ele habita em nós, pois o recebemos no batismo. Deixá-lo agir significa a coragem para se tornar uma nova criatura, um outro Cristo.

O Espírito Santo precisa de nós para ser Paráclito. Ele quer consolar, defender, exortar; mas não tem boca, mãos, olhos para «dar corpo» a seu consolo. Uma vez transformados por Ele, as nossas mãos, nossos olhos, nossa boca passam a ser o canal para chegar nas pessoas e no mundo.

Precisamos reconduzir a Igreja ao cenáculo, para isso precisamos pedir todos os dias ao Espírito Santo para que nos guie e ilumine.

Reze comigo:

Oração_ao_Espírito_Santo


Quer ser curado?

maio 11, 2011

No evangelho de São João temos a história inspiradora do paralítico que ficava esperando a cura à beira de um poço. A pessoas acreditavam que água do poço era movimentada pelos próprios anjos e quando isso acontecia, quem entrasse primeiro no tanque seria curado de todos os males. O pobre homem nunca conseguia se arrastar até o tanque a tempo. Jesus se encontrou com aquele homem naquela situação, e fez uma pergunta simples e direta, conforme Jo 5,6: “Queres ficar curado?”.

 Esta pergunta de Jesus é importantíssima. Por quê?. Para as coisas ruins de nossa vida mudarem e se transformarem em benção, é necessário olhar para além das circunstâncias. O paralítico tinha apenas o tanque como esperança, por isso responde para Jesus em Jo 5,7: “Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada”.

 Muitas vezes centralizamos nossa vida em algo que achamos que será a única solução. O paralítico pensava somente no tanque, não sendo capaz de entender que Jesus estava dizendo: você quer o tanque ou a cura?Quanta semelhança com o modo como as pessoas enfrentam os seus problemas. A solução continua sendo a mesma. E qual é? O homem à beira do poço foi curado somente quando olhou para Jesus e obedeceu a sua palavra. Não precisou esperar a água ser agitada e entrar no poço. Em Jo 5,8-9 “Ordenou-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. No mesmo instante, aquele homem ficou curado”

 Olhe para Jesus, deixe a sua luz entrar em seus problemas e você também experimentará continuamente a sua cura.

 

Oração para Cura Física

Senhor Jesus, creio que estás vivo e ressuscitado. Creio que sempre falas comigo pela Palavra; creio que estás presente realmente no sacramento do altar para me alimentar; creio que respondes as orações de todos os que te buscam de coração.

Eu te louvo e adoro. Te rendo graças, Senhor, por teres vindo por amor de mim, como Pão vivo descido do céu. Tu és a plenitude da vida, em ti ninguém é esquecido, de ti vem o perdão, a paz e a saúde.

Visita-me com o teu auxílio, e renova-me com o teu poder. Tem compaixão de mim e abençoa-me em todas as minhas necessidades.

Cura-me, Senhor Jesus.
Cura-me em meu espírito, dando-me vitória diante do pecado.
Cura-me em minhas emoções, fechando as feridas das minhas mágoas, frustrações, rancores ou ódios…
Cura-me em meu corpo, devolvendo-me a saúde física.

Hoje, Senhor, te apresento com total confiança a(s) minha (s) doença(s):… (diga o nome da sua(s) doença(s)) e te peço cura-me completamente, como curaste os doentes que te procuravam quando estiveste aqui na terra.

Eu creio como promete a Palavra: “Carregou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que, mortos aos nossos pecados, vivamos para justiça. Por fim, por suas chagas fomos curados (1Pdr 2,24).”

Estou seguro do teu amor por mim, e mesmo antes de ver os resultados da minha oração, eu te digo com fé: Obrigado, Senhor Jesus, pela bênção que já estás derramando em meu favor.


Não desista de ser feliz!

maio 6, 2011

Uma das realidades mais difíceis de serem aceitas na vida espiritual é o fato de que o tempo de Deus nao conincide com o nosso. Ele sempre esta presente em tudo, jamais nos deixa sozinhos, mas age sempre no momento mais necessário. Nao somos capazes de entender este modo de Deus agir, porque nem sempre sabemos esperar e confiar. Confundimos esperar e confiar com resignar, isto é, imaginar que Deus esta nos dizendo nao existe nada a fazer. Ele jamais nos pede tal coisa. A Bíblia nos dá a certeza de que Deus ontem, hoje e sempre é o mesmo. Isso significa que Ele tem o poder para transformar a nossa vida. O importante é crer que Ele nao só tem o poder como quer, e vai no tempo certo agir.

 Você pode estar passando por alguma dificuldade agora, ou ser surpreendido a qualquer momento. Grave no seu coração a certeza de que Deus sempre tem a bençao precisa para a nossa vida. Nada acontece por acaso. Mesmo aquilo que parece ser um mal, Ele transforma em bem. Em Rm 8,28 lemos: “Aliás, sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus…” Resista ao desânimo, crendo que sua vida esta nas mãos amorosas de Deus. Fique firme. Mantenha a esperança, porque Deus esta trabalhando nos bastidores. Ele deseja capacitar você a enfrentar cada situaçao ruim, e deste modo tornar-se um vencedor. Fixe o olhar em Deus e você continuará avançando na vida.


Jesus ressuscitou! Você acredita?

abril 27, 2011

Este é o grande dia de nossa fé: o Domingo de Páscoa. Celebramos a vitória de Jesus sobre a morte, isto é, a sua ressurreição! Se Jesus não houvesse ressuscitado, teria sido somente mais um homem bom,um personagem da história, um fundador de uma grande religião. A ressurreição nos revela algo maior: Ele é Deus!

 Não podemos ficar indiferentes diante desta revelação. Jesus venceu a morte, o túmulo esta vazio. Ele não esta mais limitado a um corpo físico. Ele pode atravessar as paredes, e quem nele crê o tem vivo no coração.

 A Páscoa é a oportunidade para sair da noite dos nossos medos de crer em Deus, e também das nossas demoras para viver com entusiasmo a fé.

 No evangelho do domingo de Páscoa (cf. Jo 20,1-9) somos apresentados a duas mulheres: Maria Madalena e Maria. Elas presenciaram a condenação de Jesus. O chicote dos soldados rasgando seu corpo, a coroa de espinhos na cabeça, e com certeza choraram diante da sua dolorosa morte na cruz.

 Elas poderiam dizer: esta tudo acabado. E quem sabe voltar a rotina da vida, guardando a lembrança da ternura da ajuda de Jesus.

 Porém, alguma coisa no coração destas mulheres dizia para irem até o túmulo. Elas souberam deixar Deus conduzi-las, mesmo se ainda não entendiam porque ir até o túmulo.

 Quando seguimos a Jesus não estamos sozinhos, Deus nos acompanha com a sua graça.

O importante é não desistir, como fizeram estas mulheres. Quantas vezes os problemas da vida levaram você a desistir de lutar. E o resultado foi o sabor amargo do fracasso.

A atitude destas mulheres do evangelho são como um tapa em nossa frieza espiritual e no nosso esquecimento que Jesus esta vivo.

 Somente quem experimentou o amor de Jesus transformando a sua vida, é capaz de correr sempre ao seu encontro. Deus sempre surpreende quem nele confia.

Em Jo 20,1 esta escrito: “Viu a pedra removida do sepulcro” Alguns afirmam que a pedra foi removida para que Jesus saísse. Será que Deus precisava de ajuda para fazer Jesus sair? Seria o vencedor da morte tão fraco ao ponto de não ser capaz de empurrar a pedra do túmulo? Não acredito nesta possibilidade. Nenhum túmulo poderia deter Jesus ressuscitado. A pedra foi removida para que as mulheres pudessem olhar dentro.

 Aí esta a manifestação do poder de Deus: Ele remove os obstáculos que nos impedem ver e experimentar suas maravilhas.

 Não podemos ficar parados. É necessário seguir o exemplo das mulheres do evangelho: Elas correram….Primeiro para ir ao túmulo, e depois para falar do que viram.

 Precisamos aprender a buscar mais intensamente a Jesus, e testemunhá-lo. Muitas vezes, somos lentos, demorados, vemos dificuldade em tudo. Ou nos cansamos facilmente, e aí vamos abandonando nosso fervor.

 Se os problemas escureceram a nossa vida, deixemos a luz de Cristo iluminá-la.

 Ressuscitar é voltar à vida, levantar-se, erguer-se… pelo poder de Jesus.

 A cada domingo Deus nos atrai para receber o alimento dos ressuscitados:  Eucaristia.

 


Semana Santa: a nossa semana!

abril 16, 2011

          A semana santa começa no Domingo de Ramos. Uma semana cheia de alegrias, e também de dor para Jesus. Tudo começa com a entrada triunfal em Jerusalém. As pessoas acolhem Jesus espalhando as roupas pelo chão, fazendo como que um grande tapete real. Outras, cortam ramos para aclamá-lo com as boas vindas. São Lucas descreve esta cena de um modo emocionante: “Quando já se ia aproximando da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, tomada de alegria, começou a louvar a Deus em altas vozes, por todas as maravilhas que tinha visto. E dizia: Bendito o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória no mais alto dos céus!(Lc 19,37-38).

          Na 5º feira santa, véspera da morte na cruz, durante os preparativos da última ceia, Jesus revela dois sentimentos fortes em relação a nós. O primeiro esta em Lc 22,15: “Tenho desejado ardentemente comer convosco esta Páscoa, antes de sofrer.”. Aí fica evidente o desejo do nosso maior amigo: encontrar-se continuamente conosco. E por quê este desejo? Em Jo 13,1 temos a resposta: “como amasse os seus que estavam no mundo, até o extremo os amou.”. Nesta noite feliz realiza o maior dos seus milagres: a Eucaristia: “Pegando o cálice, deu graças e disse: Tomai este cálice e distribuí-o entre vós. Pois vos digo: já não tornarei a beber do fruto da videira, até que venha o Reino de Deus. Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: “Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós…” (Lc 22,17-20). Será possível o pão e o sangue se transformarem no Corpo e Sangue de Jesus? Se com a Sua Palavra curava, libertava das forças malignas e perdoava os pecados, também tem o poder para tornar realidade esta maravilha: Isto é o meu corpo… Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue. É um privilégio participar desta noite, onde somos  mergulhados na grandeza do amor de Jesus por nós. Este amor é tão forte que se dá em alimento para a nossa salvação, cura, libertação e perdão.

          Na 6º feira santa aparece a contradição do coração humano. A multidão se volta contra Jesus e grita “crucifica-o…crucifica-o”. Em muitos lugares é dia de silêncio, oração… as pessoas se recolhem para meditar sobre o significado da cruz. Deus permite que carreguemos a cruz de certos problemas somente até o Calvário, quando aí chegamos, Jesus assume o nosso lugar. A celebração das 15 hs – hora da morte de Jesus – é o ponto alto deste dia de amor. Também é bonita a fé do povo de percorrer as ruas com a Via Sacra.

          Chega o sábado com a Vigília Pascal. Esta é uma das celebrações mais antigas da Igreja. É a espera da ressurreição. Muitos são os símbolos usados para nos ajudar a viver o significado profundo desta noite santa. O sacerdote acende o fogo novo, sinal da força do Espírito de Deus para avivar a chama da nossa fé. A Igreja escura, recorda como é o mundo sem Deus. Acender as velas aponta para Jesus, luz do mundo, e renova no coração de todos a alegria e esperança. A benção da água e a renovação das promessas batismais, demonstra o nosso valor aos olhos de Deus: somos Seus filhos amados, ninguém esta excluído deste amor!

          Finalmente, chegamos ao grande dia: Domingo de Páscoa. Depois de tantos acontecimentos dramáticos, a conclusão é incrível! Jesus ressuscita dos mortos. Ele esta vivo! Ele fez tudo isso por causa de você.

          A semana santa é o convite de Deus para a aventura de uma vida rica de bênçãos e vitórias. Tudo aconteceu rapidamente, como é a própria vida. Não podemos perder tempo olhando para trás, remoendo erros ou oportunidades perdidas. Existe esperança. Você pode transformar a morte em vida! Basta aprender as lições da semana santa.

          Esta é hora de Deus para a sua vida! Levante os ramos acolhendo Jesus no coração. Entre na sala do cenáculo contínuo da santa missa. Una-se à doce Virgem Maria e ao discípulo amado aos pés da cruz. Acenda a luz da nova vida, renovando a graça da sua amizade com Jesus. E por fim no Domingo de Páscoa, eleve o seu canto de Aleluia!

Feliz Páscoa! Feliz Páscoa! Feliz Páscoa! Feliz Páscoa!

 

 


FÉ E CURA

abril 8, 2011

 Quando lemos os relatos das curas realizadas por Jesus vemos que existe um padrão comum: a fé. As curas não aconteciam em virtude da fé de Jesus, e sim pela fé de quem pedia.

 Quando existia esta confiança no poder de Jesus, a cura era liberada. Em Mt 9,28-30 temos um deste testemunhos:“Jesus entrou numa casa e os cegos aproximaram-se dele. Disse-lhes: Credes que eu posso fazer isso? Sim, Senhor, responderam eles.Então ele tocou-lhes nos olhos, dizendo: Seja-vos feito segundo vossa fé. No mesmo instante, os seus olhos se abriram.” Estes cegos estavam convictos do poder de Jesus para curá-los, e, por isso, não permitiram que nada os impedisse de encontrá-lo. Aí esta apresentada a fé em ação.

 Quando somos movidos pela fé, nada nos impede de chegar a Jesus, porque no coração temos a certeza de que somente Ele tem a solução,para todas as nossas necessidades.

 Este mesmo padrão o encontramos na cura de um paralítico, relizada por Sao Paulo em Atos 14,8-10: “Em Listra vivia um homem aleijado das pernas, coxo de nascença, que nunca tinha andado. 9. Sentado, ele ouvia Paulo pregar. Este, fixando nele os olhos e vendo que tinha fé para ser curado, 10. disse em alta voz: Levanta-te direito sobre os teus pés! Ele deu um salto e pôs-se a andar.” A cura aconteceu porque o paralítico tinha fé para ser curado!

 É urgente crescer na fé para ser curado.

 Como crescer na fé?

 1º Ponto:  A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus: “a fé provém da pregação…” (Rm 10,17)

  Ponto – Acreditar no poder de Jesus para curar:  “Disse-lhe Pedro: Enéias, Jesus Cristo te cura: levanta-te e faze tua cama. E levantou-se imediatamente.” (Atos 9,34). Pedro não fez uma oração longa, e nem usou muitas palavras.  Ele somente disse: Enéias, Jesus Cristo te cura!

 3º Ponto – A cura já nos foi dada na cruz de Jesus para todas as enfermidades. “Pela tarde, apresentaram-lhe muitos possessos de demônios. Com uma palavra expulsou ele os espíritos e curou todos os enfermos. Assim se cumpriu a predição do profeta Isaías: Tomou as nossas enfermidades e sobrecarregou-se dos nossos males (Is 53,4).” (Mt 8,16-17). Para Jesus não importa se a doenç é o pecado, tentação, depressão, enfermidade física, problema familiar ou profissional, existe o remédio para cada doença.

 A parte de Jesus foi realizada na cruz, a nossa é crer no seu poder. Quando o poder de Jesus se encontra com a nossa fé, acontece o milagre.

 

 

 

Bispo certifica novo milagre da Virgem da Lourdes

 O Bispo de Angers (França), Dom Emmanuel Delmas, proclamou o milagre número 68 oficialmente reconhecido da cura de um homem que tinha perdido virtualmente a mobilidade na perna esquerda, ocorrido no dia 13 de abril de 2002, quando peregrinou ao Santuário da Virgem da Lourdes.

O Comitê Médico de Lourdes, composto por 20 doutores, constatou a “súbita cura funcional, sem relação com terapia alguma e mantida até a atualidade, 8 anos depois” que Serge François, um homem de 56 anos que logo depois de sua cura fez o caminho de Santiago da Compostela a pé, percorrendo 1 570 quilômetros, para agradecer por esta graça.

Sobre o milagre, Dom Delmas recorda que este foi produzido quando Serge “logo depois de ter rezado perante a Gruta se dirigiu às fontes para beber e lavar o rosto. Pode-se ver nesta cura uma atuação particular da Virgem Maria para com este homem”.

Para o Bispo, “esta cura pode ser considerada como um dom pessoal de Deus para este homem, como um ato de graça, como um sinal de Cristo Salvador”.

Serge François, tinha perdido virtualmente a mobilidade na perna esquerda por uma hérnia de disco aparecida por complicações cirúrgicas relacionadas a duas operações. Depois da cura, assinala o jornal La Razón, cresceu sua vida de fé e de oração, e hoje reza muito por outros doentes. Voltou para a Lourdes em 2003, informou sobre o seu caso ao Comitê Médico e assim teve início o processo de estudo do caso.

Sobre o caso, o Bispo de Tarbes e Lourdes (França), Dom Jacques Perrier, afirmou em uma nota publicada no site do Santuário na internet, que “os médicos de hoje em dia são reticentes ante o qualificativo ‘inexplicável’, a menos que se acrescente ‘no marco dos conhecimentos científicos’. Preferem ater-se a um fato: tal cura é hoje inexplicável. Esta reserva lhes parece indispensável para não ser desqualificados logo por aqueles colegas que rejeitam o inexplicável”.