FÉ E CURA

 Quando lemos os relatos das curas realizadas por Jesus vemos que existe um padrão comum: a fé. As curas não aconteciam em virtude da fé de Jesus, e sim pela fé de quem pedia.

 Quando existia esta confiança no poder de Jesus, a cura era liberada. Em Mt 9,28-30 temos um deste testemunhos:“Jesus entrou numa casa e os cegos aproximaram-se dele. Disse-lhes: Credes que eu posso fazer isso? Sim, Senhor, responderam eles.Então ele tocou-lhes nos olhos, dizendo: Seja-vos feito segundo vossa fé. No mesmo instante, os seus olhos se abriram.” Estes cegos estavam convictos do poder de Jesus para curá-los, e, por isso, não permitiram que nada os impedisse de encontrá-lo. Aí esta apresentada a fé em ação.

 Quando somos movidos pela fé, nada nos impede de chegar a Jesus, porque no coração temos a certeza de que somente Ele tem a solução,para todas as nossas necessidades.

 Este mesmo padrão o encontramos na cura de um paralítico, relizada por Sao Paulo em Atos 14,8-10: “Em Listra vivia um homem aleijado das pernas, coxo de nascença, que nunca tinha andado. 9. Sentado, ele ouvia Paulo pregar. Este, fixando nele os olhos e vendo que tinha fé para ser curado, 10. disse em alta voz: Levanta-te direito sobre os teus pés! Ele deu um salto e pôs-se a andar.” A cura aconteceu porque o paralítico tinha fé para ser curado!

 É urgente crescer na fé para ser curado.

 Como crescer na fé?

 1º Ponto:  A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus: “a fé provém da pregação…” (Rm 10,17)

  Ponto – Acreditar no poder de Jesus para curar:  “Disse-lhe Pedro: Enéias, Jesus Cristo te cura: levanta-te e faze tua cama. E levantou-se imediatamente.” (Atos 9,34). Pedro não fez uma oração longa, e nem usou muitas palavras.  Ele somente disse: Enéias, Jesus Cristo te cura!

 3º Ponto – A cura já nos foi dada na cruz de Jesus para todas as enfermidades. “Pela tarde, apresentaram-lhe muitos possessos de demônios. Com uma palavra expulsou ele os espíritos e curou todos os enfermos. Assim se cumpriu a predição do profeta Isaías: Tomou as nossas enfermidades e sobrecarregou-se dos nossos males (Is 53,4).” (Mt 8,16-17). Para Jesus não importa se a doenç é o pecado, tentação, depressão, enfermidade física, problema familiar ou profissional, existe o remédio para cada doença.

 A parte de Jesus foi realizada na cruz, a nossa é crer no seu poder. Quando o poder de Jesus se encontra com a nossa fé, acontece o milagre.

 

 

 

Bispo certifica novo milagre da Virgem da Lourdes

 O Bispo de Angers (França), Dom Emmanuel Delmas, proclamou o milagre número 68 oficialmente reconhecido da cura de um homem que tinha perdido virtualmente a mobilidade na perna esquerda, ocorrido no dia 13 de abril de 2002, quando peregrinou ao Santuário da Virgem da Lourdes.

O Comitê Médico de Lourdes, composto por 20 doutores, constatou a “súbita cura funcional, sem relação com terapia alguma e mantida até a atualidade, 8 anos depois” que Serge François, um homem de 56 anos que logo depois de sua cura fez o caminho de Santiago da Compostela a pé, percorrendo 1 570 quilômetros, para agradecer por esta graça.

Sobre o milagre, Dom Delmas recorda que este foi produzido quando Serge “logo depois de ter rezado perante a Gruta se dirigiu às fontes para beber e lavar o rosto. Pode-se ver nesta cura uma atuação particular da Virgem Maria para com este homem”.

Para o Bispo, “esta cura pode ser considerada como um dom pessoal de Deus para este homem, como um ato de graça, como um sinal de Cristo Salvador”.

Serge François, tinha perdido virtualmente a mobilidade na perna esquerda por uma hérnia de disco aparecida por complicações cirúrgicas relacionadas a duas operações. Depois da cura, assinala o jornal La Razón, cresceu sua vida de fé e de oração, e hoje reza muito por outros doentes. Voltou para a Lourdes em 2003, informou sobre o seu caso ao Comitê Médico e assim teve início o processo de estudo do caso.

Sobre o caso, o Bispo de Tarbes e Lourdes (França), Dom Jacques Perrier, afirmou em uma nota publicada no site do Santuário na internet, que “os médicos de hoje em dia são reticentes ante o qualificativo ‘inexplicável’, a menos que se acrescente ‘no marco dos conhecimentos científicos’. Preferem ater-se a um fato: tal cura é hoje inexplicável. Esta reserva lhes parece indispensável para não ser desqualificados logo por aqueles colegas que rejeitam o inexplicável”.

 

 

 

 

 

Uma resposta para FÉ E CURA

  1. AILA MARIA disse:

    O presente do livro foi para minha irmã;IMACULADA,no ano se não me falha a mémoria de 2002,o que importa é que minha irmã estava em processo de muita tribulação,aqui em casa somos pessoas que não falamos muito dos problemas,crescemos assim muito fechados,contudo minha MÃE,sabe de tudo,minha irmã havia saído de um trastorno de “desamor” e depois o organismo não reagiu muito bem,e as doenças apareceram,ainda hoje tem sequlas,porém a minha irmã não fez loucuras pq minha Mãe sem saber muito o que fazer;o SENHOR JESUS MOSTROU UM DIRECIONAMENTO,ELA já conhecendo a obra de evangelizaçõa do Pe.ALBERTO GAMBARINE,ela já tinha alguns livros e comprou O LIVRO;CURA DAS EMOÇÕES em CRISTO,a minha irmã,confesso,ela lê muito mais que eu,começou a ler o livro e teve uma reação muito grande…A minha mãe já era sócia do programa Pe.Alberto,é CRARO QUE agui todas amamos o “Nosso Pe.Alberto,porém amamos mais ainda a sua obra de “EVANGELIZAÇAO”.Eu já sabia de todo o acervo de bênçao dos livros que minha mãe tinha.Eu, um certo dia,iniciei a leitura,sempre releio para não esquecer;o problema é que o lado humano as vezes quer dominar.Tudo de errado eu procuro afastá-lo,nesse livro é muito especial,a minha mãe ler muita atenta,tem algumas passagens que agora é que ela manda sempre eu vigiar…Eu fico pensando;como posso SERVIR AO SENHOR E AOS IRMÃOS SE AS VEZES SINTO FALTA DESSE AMOR QUE HÁ ENTRE “MULHER E HOMEM”,o que eu sei é MELHOREI MUITOOOOO,eu iniciei o trabalho muito novinha,nessa época não havia esta conversa de cota nas empresas para pessoas com algum ploblema físico,eu tive muita coragem de enfrentar sozinha e “DEUS” esses ploblemas,é claro que não o “ponto”alto,o que quero dizer é que melhoreiii muito,perboei o meu pai,que~já faleceu.hoje eu consigo falar do MEU PROBLEMA,antes eu achava que poderia “infartar”só em tocar nessa ferida sempre inflamda”…Hoje eu quase não lamento,já converso sobre o problema com minha MÃE,digo pra ela que o problema congênito não foi culpa dela e o melhor é que ela sabe,também procura informações..QUANDO EU ACORDO SEMPRE FICO CANTANDO EM VOZ BAIXINHA;sei que é uma música;FALA SENHOR,PRECISO OUVIR A SUA VOZ…A sha.IDELZUITE pede a bênção ao pai espiritual;Pe.Alberto Gambarine!!!por todos da família SIMÃO SOARES…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: