Diário de uma peregrinação – parte 6 – Encontro com Sta. Terezinha em Lisieux

 

 Os peregrinos estão em festa. No rosto de todos esta estampada a alegria. Nao é todo dia que temos o privilégio de estar no Santo Sudário de Turin, passar pela Suíça, e agora estar em Paris da Medalha Milagrosa. Bênção sobre bênção.

Estamos indo para Lisieux para encontrar com Santa Terezinha. A paisagem do caminho prepara o coração para este momento especial de nossa peregrinação. Somado à beleza da natureza, temos as vilas e os castelos da Normandia.

A nossa missa esta marcada para as 11:30 na imponente Basílica de Santa Terezinha. Ela domina a pequena cidade em cima de um monte. É uma das maiores igrejas do mundo: 4.500m², com 95 mts de comprimento e 95 mts de altura.

Os arquitetos pensaram em dar a cada espaço um significado ligado à vida de Santa Terezinha. A cripta, na lateral da escada principal da fachada da Basílica, recorda a beleza da sua vida interior. Para acessar este espaço celebrativo é necessário descer alguns degraus. É como entrar no coração da mensagem de Santa Terezinha. A missa foi alegre, como convém a quem traz no coração a certeza do amor de Deus.

Terminada a eucaristia subimos para a Basílica. No alto da fachada esta a imagem de Santa Terezinha, tendo logo abaixo os anjos. É como se estivesse nos abraçando, e dizendo: “sejam bem vindos”. A escadaria conduze-nos a um pedacinho do céu aqui na terra. O interior da Basílica esta parcialmente iluminado. Uma outra luz chama a atenção: o sorriso da santinha do Carmelo.

 Somos tocados pela grandeza e majestade do lugar. Na base da cúpula esta escrita uma promessa de Santa Terzinha: “Quero passar o meu céu fazendo o bem sobre a terra…farei cair chuva de bênçãos.” Como não elevar a Deus um cântico de agradecimento pelo privilégio desta visita. Na metade da Basílica, do lado direito de quem entra, podemos rezar junto às relíquias de Santa Terezinha.

O grupo se reúne na escadaria para uma foto. Quanta satisfação. Vamos para o almoço. A próxima etapa em Lisieux é a visita à casa da família de Santa Terezinha, e finalmente o Convento do Carmelo.

Nos seu poucos anos de vida, viveu intensamente a fé. Aprendeu e se tornou mestra do caminho do amor. Dedicou a sua oração ao anúncio do evangelho e aos sacerdotes.

Chega a hora de voltar a Paris. Ficamos tristes porque já sentimos saudade deste dia tão tocante. Ao mesmo tempo estamos alegres por levar as bênçãos de Deus.

“ A perfeiçao consiste em fazer a sua vontade, em ser aquilo que o bom Deus quer que nós sejamos.”

                                                                               Sta. Terezinha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: