As mãos não estão amarradas

“O homem que possui a mente enamorada de Deus tem uma luz no coração e pode ver o invisível”

                                                                                                                                                                                         Santo Antão

            Muitas pessoas perdem diante da vida, o foco de um destino maravilhoso. Por que acontece isso? O motivo é muito simples: se deixam levar pelas circunstâncias do momento. E diante da aparente dificuldade, adotam a atitude dos derrotados: “Não consigo, não posso, não é para mim, é melhor desistir.” Estas pessoas tem a impressão de estarem com as mãos amarradas.

         Quem coloca as cordas em nossas mãos não é Deus. Ele nos criou livres e capazes para viver com sabedoria. As cordas são o fruto das inúmeras escolhas erradas, nas mais diversas situações da vida. Pare um pouco para se examinar, e pergunte a si mesmo: Por que estou sofrendo? Qual foi a minha reação? Busquei a inspiração e consolo de Deus? Creio na bondade de Deus, e também no seu poder para restaurar a minha vida?

         Desde o início da criação o homem e a mulher foram desafiados a escolher entre o bem e o mal. A serpente se aproximou de Eva com uma provocação: “É verdade que Deus vos proibiu comer do fruto de toda árvore do jardim?”(Gn 3,1). E ela respondeu: “Podemos comer do fruto das árvores do jardim.   Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Vós não comereis dele, nem o tocareis, para que não morrais.”(Gn 3,2-3). Diante da insistência da serpente, Eva tomou a decisão errada.

         De quem foi a culpa? Da serpente ou de Eva? A serpente propôs, quem aceitou foi Eva. As conseqüências foram desastrosas: Adão pecou; entraram em cena a malícia, inveja sofrimento, dor, doença, morte…Diante de um quadro tão dramático de infidelidade, Deus não abandonou nossos primeiros pais ao seu próprio destino. E nem poderia ser diferente: Deus é amor, Nele não existe o mal. Adão e Eva perderam o paraíso, mas Deus continuou fiel ao propósito de levá-los à felicidade. Ainda no paraíso prometeu derrotar a serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais e feras dos campos; andarás de rastos sobre o teu ventre e comerás o pó todos os dias de tua vida.”(Gn 3,14). Esta maravilha aconteceu na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Eis porque o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do demônio.”(1Jo 3,8).

        Não sei quais as lutas ou inimigos, que você esta enfrentando agora, capazes de dar a sensação de estarem suas  mãos amarradas. Dependência de algum vício? Trauma causado por erros pessoais ou outras pessoas? Casamento desfeito? Sonhos não realizados?  Frustração profissional? Decepção? Saúde? Situação financeira? O importante é crer: você pode reagir. São Paulo aponta o caminho: “Sei viver na penúria, e sei também viver na abundância. Estou acostumado a todas as vicissitudes: a ter fartura e a passar fome, a ter abundância e a padecer necessidade. Tudo posso naquele que me conforta.”(Flp 4,12-13).

        Não tenha medo de admitir a sua fraqueza para enfrentar a grandeza dos seus problemas. Aproxime-se de Deus confiantemente e diga: “Senhor Deus de amor, sinto as minhas mãos amarradas, ajuda-me!” Olhe para a cruz de Cristo. Como Ele esta? De braços abertos, para acolher todos os que necessitam de sua infinita misericórdia. Jesus Cristo tem o poder para desatar todos os nós da corda dos problemas, que amarram a sua vida.

        A partir de hoje grave no coração a certeza de que todos sofrem derrotas e perdas, o importante é não se entregar. Reaja com a força do amor de Deus. Um novo dia de oportunidades esta a sua frente. Permita ao Espírito Santo dar a você a visão de Deus para a sua vida. Você descobrirá uma nova força para também dizer: “Tudo posso naquele que me conforta”.

Uma resposta para As mãos não estão amarradas

  1. “Tudo posso n’Aquele que me fortalece”. Quando vemos a possibilidade de novo estampada em uma obra milenar, como a Bíblia, nos sentimos de novo “no jogo”. E aí voltamos mais fortes, experimentados, mais imbuídos da intuição divina.

    Parabéns, padra Alberto, pelas sábias palavras e por sua pregação!!

    http://ebraelshaddai.wordpress.com/

    http://twitter.com/EbraelShaddai

    Abçs e a Paz!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: